Como proteger a sua empresa de ameaças do ambiente digital?

O título que nomeia este artigo é uma pergunta frequente no ambiente organizacional, afinal, tem sido cada vez mais frequente o número de ataques cibernéticos, roubo e vazamento de dados. E esta deve e precisar ser uma preocupação frequente das empresas, não somente pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) que agora regulamento e pune nestes casos. Mas, porque é uma forma de garantir tranquilidade aos clientes que têm seus dados armazenados e disponíveis nos bancos de dados das empresas, por exemplo.


Apenas no primeiro trimestre de 2022, 41% das pequenas e médias empresas sofreram com ataques cibernéticos. É o que revela uma recente pesquisa da Kaspersky. E o foco dos cibercriminosos são as senhas corporativas, bem como a invasão das redes remotas. Isso demonstra a necessidade da atenção para este novo quadro, infelizmente cada dia mais comum e com a tendência de crescimento.


Com isso, se preparar para o enfretamento desse tipo de ameaça é importante. E a segurança da informação é o caminho do presente e do futuro. A segurança da informação pode ser definida como um conjunto de práticas que visam à proteção de dados. A ideia é que sejam acessados apenas por colaboradores autorizados pela empresa. Ela se baseia na construção de políticas, implementação de métodos e ferramentas que colaboram para a proteção de dados confidenciais que circulam pelo ambiente digital de uma empresa.

Dentro os principais perigos e ameaças estão: malware, ransomware, DDos, phishing, spyware entre tantos outros. Mas, como se proteger dessas ameaças?


A prevenção é a melhor forma de manter seus dados livres de ameaças digitais. Tudo deve começar com uma boa política de segurança da informação, com normas e treinamentos sobre o uso dos sistemas da empresa, manipulação de dados e proteção de credenciais de acesso, por exemplo.


Outra questão é investir em tecnologias específicas para a proteção de dados, como antivírus, AntiSpam e firewall. É importante instalar essas ferramentas nas estações de TI e nas máquinas individuais, para garantir o monitoramento completo do seu ambiente digital, o que permite combater ameaças online ou oriundas de dispositivos portáteis.

Em se tratando de dados sensíveis, é altamente recomendável optar pela criptografia desses arquivos. Isso porque os dados criptografados se tornam ilegíveis para invasores. Logo, não poderão identificar as informações armazenadas na empresa.


Além disso, nós preparamos sete dicas para você manter a atenção acerca das ameaças:

1- Tenha controle do sistema de e-mails da empresa: para evitar esse tipo de problema, é interessante que o sistema de e-mails da empresa utilize um bom filtro de spams. Isso porque o spam é uma fonte de malwares que podem diminuir a largura da banda devido ao armazenamento excessivo de dados.


2- Instale um antivrus em todos os computadores: novas ameaças surgem a todo momento e podem vir de qualquer lugar. E-mails, sites e mídias removíveis como pendrives e DVDs, são alguns exemplos. Por isso, manter o software de antivírus atualizado é essencial para a garantir

a segurança da informação nas empresas, tanto de ameaças mais comuns quanto das desconhecidas.


3- Confira os itens básicos de segurança nas empresas: treinar os funcionários sobre como manter a segurança do e-mail corporativo e transmitir boas práticas da web também.


4- Restrinja o uso de mídias removíveis: já parou para pensar que pendrives, CDs e DVDs podem conter algum software não autorizado que coloca a rede da empresa em risco? Além disso, o compartilhamento de dados com pessoas de fora da companhia pode colocar em risco as informações da empresa.


5- Crie senhas mais seguras: com ferramentas automatizadas para descobrir senhas online, as empresas precisam adotar senhas mais fortes e com uma proteção maior.


6- Não proteja apenas sua rede corporativa: aqui, é preciso proteger todos os ambientes da empresa e ter foco naqueles que são mais sensível.


7- criptografe os dados sensíveis, armazenados e em movimento: para garantir que seus dados estejam seguros, é ideal que eles sejam criptografados antes de serem enviados via e-mail ou salvos em dispositivos de armazenamento removíveis. É interessante que isso aconteça automaticamente, assim não há a necessidade do CIO ou do departamento de TI se preocupar com o processo.


Essas são dicas básicas e fundamentais para que as empresas, gestores e colaboradores entendam a importância da proteção digital. Se você gostou, compartilhe-o nas suas redes sociais e mostre aos seus amigos quais são as principais ameaças à segurança da informação!

11 visualizações0 comentário